|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

O filme Sing Street fala sobre o rock dos anos 80, quando a música que tocava no rádio podia se tornar parte integrante da sua vida e moldar o seu futuro.

Sing Street: Música e Sonho, do diretor John Carney, é um drama que mostra como era crescer nos anos 80 e explora a experiência de ser moldado pelas bandas da época, com suas músicas apaixonantes, personalidades extravagantes e, pelos padrões de hoje, um visual brega. Quem viveu na década de 80 sabe muito bem como foi esse estilo, que flertava com o new wave e ao mesmo tempo com o gótico.

O filme conta a história de Connor (Ferdia Walsh-Peelo), um jovem lutador e marginalizado socialmente, tentando impressionar uma garota, Raphina (Lucy Boynton). Connor diz a Raphina que ele precisa de uma modelo para o videoclipe de sua banda, ainda inexistente, e ela concorda em participar.

Essa premissa simples impulsiona toda a narrativa, pois Connor é forçado a reunir um grupo de outros meninos, para tentar formar a sua banda. Depois de escolher o nome Sing Street, uma referência ao seu internato católico, a banda lentamente ganha corpo, à medida que criam suas músicas. Sing Street é formada por Connor, pelo amante de coelhos Eamon (Mark McKenna), Darren (Ben Carolan) e outros meninos escolhidos por eles.

Sing Street acontece em Dublin, capital da Irlanda, algumas décadas antes do país virar o Tigre Celta, seu apelido durante o grande boom, entre 1995 e 2007, quando sua economia estava crescendo rapidamente. Portanto o filme inicia com irlandeses emigrando para Londres em massa, em busca de trabalho e, quem sabe, um futuro promissor. Esse pano de fundo é fundamental para o maravilhoso Sing Street, um filme sobre fuga, identidade, sonho versus realidade, amor e música. Como o filme acontece em 1985, também vemos a grande inovação da época: o videoclip.

Sing Street é um filme onde os sonhos realmente significam alguma coisa e mostra que existem planos de fuga, basta você ser ousado e imaginativo, para arriscar. E no filme isso significa várias coisas: montar uma banda mesmo sem tocar nenhum instrumento, usar maquiagem mesmo sendo menino, atravessar a rua para conversar com aquela garota que você vê todos os dias no seu caminho para a escola e todos aqueles desafios da juventude. Sing Street fala sobre os anseios, dores e esperanças do seu personagem principal, o adolescente Conor (Ferdia Walsh-Peelo) um ator muito talentoso, que nem parece o seu primeiro papel.

Sing Street foi filmado no sul de Dublin, mostrando como ele era na década de 80, época que surgiram grandes bandas irlandesas, como o U2 e The Cranberries. O diretor John Carney abraçou sua identidade irlandesa e suas próprias memórias musicais de Dublin, nos anos 80, apresentando um filme irresistivelmente encantador e cheio de músicas, que fala sobre se arriscar e escapar de uma realidade quase sempre cruel.

Sing Street está disponível na HBO Max.

Artigo: Hugo Machado

A Amazon tem o Blu-ray de Sing Street



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade