|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

O último episódio de Dexter: New Blood já está disponível no Paramount+, encerrando a jornada do serial killer que viveu durante 9 temporadas.

Confesso que não assisti a série Dexter quando ela foi lançada em 2006 e vi todas as 8 temporadas em 2021, terminando um pouco antes da chegada de New Blood. No começo eu até torcia para o Açougueiro de Bay Harbor conseguir esconder os seus crimes, mas isso demorou muito pouco e logo eu passei a torcer para alguém desmascará-lo, o que finalmente aconteceu na série New Blood, que pode ser considerada uma nona temporada.

Esse renascimento trouxe Dexter Morgan de volta, depois de oito anos, para dar o final que ele realmente merecia, de acordo com o produtor da série, Clyde Phillips. New Blood trouxe Dexter, 10 anos após o primeiro episódio da série original, agora vivendo no norte de Nova York com um novo nome e aparentemente renunciando ao seu Dark Passenger, para sempre. Mas, como todos nós sabemos, o passado é cruel e uma hora ele alcança o nosso presente, trazendo tudo aquilo que tentamos esconder.

New Blood encontra a maneira perfeita de mostrar ao público, de uma vez por todas, que Dexter é um monstro. Mesmo que Dexter elimine monstros mais feios do que ele a ética, questionável, de suas ações é jogada fora quando ele fica encurralado. No final, tudo confirma que Dexter é um assassino a sangue frio, assim como qualquer uma de suas vítimas e isso significa que ele merece o mesmo destino. Nem a presença do seu filho Harrison conseguiu impedir, mais uma vez, que Dexter retornasse ao seu passado sanguinário, algo que os oito episódios da série original, não conseguiram impedir.

A série New Blood foi criada para que Dexter acertasse as contas com o seu passado, mas a forma como ele pagou os seus pecados, foi muito cruel e várias pessoas criticaram. Eu achei a punição merecida e tenho certeza de que ela abriu caminho para uma nova temporada de New Blood ou até mesmo uma nova série derivada, algo que Clyde Phillips praticamente já confirmou.

Na série vemos Dexter percebendo que nunca se livrará do seu Dark Passenger enquanto estiver vivo e que Harisson nunca poderá ser um jovem normal. Pela primeira vez em sua vida, Dexter coloca outra pessoa acima da sua segurança e liberdade e incentiva Harrison a atirar nele. Harrison puxa o gatilho que derruba um monstro, assim como o seu pai fez centenas de vezes antes. O jovem não tem prazer na hora de disparar o tiro mortal, o que o torna um tipo de pessoa bem diferente de Dexter.

A Delegada Angela entra em cena, testemunhado o incidente, e dá a Harrison a chance de escapar e construir uma vida, limpando a arma e assumindo a responsabilidade de matar Dexter. Quanto a Harrison, ele é visto pela última vez saindo de Iron Lake, com um leve sorriso no rosto. Não há dúvida de que Harrison ficará marcado por cada coisa sombria que Dexter trouxe para a sua vida. Só que sem o sem seu pai, ele finalmente terá a chance de ser uma pessoa melhor e até controlar os impulsos violentos do Dark Passenger que já habita a sua mente, ou não.

Quanto a Dexter Morgan, ao sacrificar sua vida pela liberdade do seu filho, ele tem o primeiro ato de amor verdadeiro em toda a sua vida. É lógico que foi um final trágico, mas o Açougueiro de Bay Harbor mereceu essa punição e finalmente, depois de 9 temporadas, Dexter encontra a morte e a sua irmã Debra Morgan. Já o Dark Passenger que atormenta a família, esse ainda pode estar por aí.

Acesse a loja de DVD e Blu-ray da Amazon



Publicidade
Publicidade Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade