•  
  •  
  •  
  •  

Possibilidade de Spoilers

Quando a batalha final pelo destino do Universo Marvel foi travada em King in Black, o Surfista Prateado voltou dos confins do cosmos para uma revanche contra Knull, o deus sombrio dos simbiontes. Depois de enfrentar Knull pela primeira vez no alvorecer dos tempos, Norrin Radd enfrenta o vilão simbionte mais uma vez, enquanto o Universo Marvel escolhe um novo Deus da Luz para combater o homônimo King in Black.

No momento que o Surfista enfrenta Knull, em King in Black #5, uma mudança faz com que Norrin retorne ao seu visual clássico, com o brilho prateado característico do Surfista Prateado após ostentar um tom mais escuro por algum tempo.

Essa minissérie de 2019, de Donny Cates e Tradd Moore, Silver Surfer: Black, inicia logo após a HQ Guardiões da Galáxia de Cates, que transportou o Surfista para outra realidade. Preso em uma linha do tempo desconhecida, com Knull acordado e pronto para mergulhar o universo na escuridão, o Surfista descobriu que, enquanto utilizava o seu Poder Cósmico para manter as sombras afastadas, seu revestimento metálico começou a ficar escurecido. Norrin foi capaz de triunfar sobre Knull e desencadear o Big Bang que deu origem ao universo, mas esse esforço deu a ele uma tonalidade metálica completamente negra.

A chegada do Surfista Prateado à Terra para lutar contra Knull no presente, foi uma revanche ansiosamente antecipada que coincidiu com a chegada da Força Enigma para batizar o Deus da Luz profetizado, capaz de derrotar Knull para sempre. A Força Enigma foi apresentada como uma energia ancestral, que serviu como um contraponto natural para Knull e sua arma mortal, All-Black the Necrosword, a arma mais poderosa do Universo Marvel. A Força Enigma continuaria a alimentar a Uni-Power, a energia onipotente que alimenta o super-herói cósmico Capitão Universo e acabou selecionando Eddie Brock como o último hospedeiro dessa Uni-Power.

Enquanto o Surfista Prateado lutava contra o simbionte que envolvia a Terra, cortando-o do suporte externo e Knull vasculhava o planeta em busca de Dylan Brock, ele libertou a Força Enigma de ser contida pelos simbiontes. Antes da Força Enigma se unir a Eddie, ela apagou o Surfista com a sua luz, para mesclar-se com um novo Capitão Universo. No processo, o brilho característico do Surfista Prateado foi completamente restaurado, bem a tempo de Knull moldar uma espada de prata para enfrentar o deus das trevas de frente. Cates confirmou que foi a Força Enigma que restaurou o Surfista e não a derrota final de Knull.

King in Black abalou a vida de vários heróis do Universo Marvel, incluindo a própria ascensão de Eddie Brock. As mudanças do Surfista Prateado parecem ser mais visuais até agora, mas a restauração do seu brilho prateado pode sinalizar que Norrin está de volta ao seu potencial cósmico completo, com o seu domínio sobre o Poder Cósmico tão firme como sempre. Com Knull derrotado e o Surfista Prateado se sentindo e parecendo com o que era antes, o Capitão Universo tem um aliado prateado para ajudar a salvar o universo.


Visite a Seção Especial Marvel na Amazon.

Acesse Aqui: