|

Compartilhe!


Namor é um personagem de Bill Everett, criado em 1939 para o Motion Picture Funnies Weekly de Lloyd Jacquet, um panfleto de cinema.

Namor

Primeira HQ de Namor

O super-herói da Marvel, Namor, finalmente fez a sua estréia no UCM, aparecendo no filme Pantera Negra: Wakanda Forever. Namor é um dos personagens mais antigos dos quadrinhos e no UCM é interpretado pelo ator mexicano Tenoch Huerta (Narcos: Mexico, Uma Noite de Crime – A Fronteira). O Príncipe Submarino é filho de um capitão do mar, com uma princesa do reino de Atlântida. No entanto, sua história de origem é alterada no UCM, que traz suas raízes gregas para uma cultura maia. Por isso a chegada de Huerta faz muito sentido, pois abre oportunidades para uma representação latina no UCM, algo praticamente inexistente.

Namor surge em abril de 1939, criado por Bill Everett para o Motion Picture Funnies Weekly, de Lloyd Jacquet, um antigo panfleto promocional dos cinemas americanos. Logo depois, Everett expandiu a história, que era em preto e branco, para uma revista colorida de doze páginas, lançando a HQ Marvel Comics #1 de Martin Goodman, em outubro de 1939. Mas, falando sobre o processo criativo, Bill Everett explicou: “Suponho que sempre gostei de água. Se alguma coisa começou, suponho que foi quando me interessei pela expedição do Almirante Byrd ao Polo Sul. Eu li muito sobre isso. Quanto mais eu lia, mais intrigado eu ficava, então, quando tive a oportunidade de criar um personagem, eu naturalmente pensava em água. As aventuras de Jack London no mar também foram influentes, eu costumava ler muitas histórias do mar.”

Namor, O Príncipe Submarino

Namor estreou na Era de Ouro dos quadrinhos e sempre foi um anti-herói, passando a ser um herói com o tempo. Curiosamente, Namor foi o primeiro super-herói que conseguiu voar, graças às asas que ele tem no calcanhar. Seu encontro e subsequente batalha com o Tocha Humana original, um andróide chamado Jim Hammond, aconteceu na HQ Marvel Mystery Comics #8, em junho de 1940.

Stan Lee e Jack Kirby trouxeram Namor para a Idade de Prata, Na HQ Fantastic Four #4, de 1962, e se apropriaram da continuidade da Era de Ouro. Lee e Kirby disseram que as façanhas ultrajantes de Namor, na Idade de Ouro, eram simplesmente contos de histórias em quadrinhos. Stan Lee tornou o personagem mais formal, com o mesmo discurso pseudo-Shakespeariano que ele daria à Thor. Ele também criou a frase Imperius Rex!, que significa comando real e descreveu a cidade submarina de Namor, como sendo a mítica Atlântida.

Namor tem uma origem Asteca no UCM

No entanto, no filme Pantera Negra: Wakanda Forever a Marvel muda completamente a história de origem de Namor, abandonando Atlântida. O personagem é o principal vilão de Pantera Negra 2, mas o seu futuro no UCM deve ser grandioso. O UCM demorou muito para adaptar esses personagens mais antigos da Marvel, por isso Namor ainda não tinha aparecido.

Mas Namor tem décadas de histórias, que proporcionam uma abundância de opções ao UCM. Ele já foi um anti-herói, também foi o pretenso conquistador da humanidade, um Defensor, um Vingador e até um X-Men. Porém, parece que a Marvel preferiu a antiga rivalidade de Atlântida com Wakanda, que foi criada nos quadrinhos da década de 1970.

No filme Vingadores: Ultimato tivemos um easter egg de Atlântida, mas a Marvel resolveu apresentar Namor como um descendente dos Astecas. Por isso o personagem foi interpretado por Tenoch Huerta, que é um ator mexicano.

Portanto, essa foi uma escolha muito interessante, já que Namor é tipicamente retratado como branco ou asiático na Marvel Comics. Essa decisão pode não significar nada em termos de história, mas a presença de Huerta garante essa origem Asteca de Namor.

Por isso Pantera Negra: Wakanda Forever conseguiu combinar a mitologia Asteca com uma cidade da Marvel Comics, adaptando assim a origem desse super-herói icônico e revelando uma nova civilização e deuses no UCM.

Pantera Negra: Wakanda Forever está disponível no Disney+.


Visite a Seção Especial de Quadrinhos na Amazon – Clique Abaixo



Publicidade

Artigo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Posts
Relacionados
Publicidade
plugins premium WordPress