|

Compartilhe!

O filme Capitão América: Admirável Mundo Novo só estreia em 2024, mas já mostra que os quadrinhos sempre revelaram as verdades mais profundas da nossa sociedade.

Capitão América

Sam Wilson é o novo Capitão América

O trailer do filme A Pequena Sereia apresentou uma protagonista negra e causou ataques de racismo pelas redes anti-sociais, mostrando que parte da sociedade ainda é muito racista. Esses ataques exagerados e totalmente racistas, já foram direcionados para o filme Capitão América: Admirável Mundo Novo. Isso porque o Falcão, um personagem negro, assumirá o uniforme e o escudo do herói no UCM. Nos quadrinhos, Sam Wilson recebeu oficialmente o escudo do Capitão América na HQ Captain America #25, em 2014.

No entanto, antes de falar porque o escudo merece ir para as mãos de um super-herói negro, vou falar sobre o título do filme. Provavelmente essas pessoas que criticam essa mudança, nunca leram uma HQ e não sabem qual é a origem dessa Nova Ordem Mundial da Marvel. Ou seja, nos quadrinhos da Marvel Comics, a Nova Ordem Mundial é um grupo de vilões liderados por Johann Schmidt, o Caveira Vermelha, adepto dessa teoria conspiratória que acontece no mundo real. Esse grupo apareceu pela primeira vez na HQ Incredible Hulk #403, criada por Peter David e Gary Frank. Os membros dessa Nova Ordem Mundial incluem Juggernaut, Mentallo, Piecemeal, Cabelo de Prata (Silvermane), Madman e Homem-Absorvente. Mesmo assim, a Marvel resolveu alterar o título do filme para Admirável Mundo Novo.

O retorno do Caveira Vermelha

Mas essa equipe de supervilões só apareceu em cinco edições do Incrível Hulk, até o Caveira Vermelha desistir desse plano para dominar o mundo. Com certeza alguém pode ser o novo Caveira Vermelha do UCM, ou teremos o retorno do Líder. Além disso, esse novo filme será dirigido pelo cineasta nigeriano-americano, Julius Onah (The Cloverfield Paradox).

Retornando para o Falcão, precisamos lembrar que em Guerra Civil, vimos Steve Rogers totalmente em desacordo com a ideologia do governo e fugindo com Sam, ao invés de assinar os Acordos de Sokovia. Pois Steve não queria ficar preso a um governo que ele não acreditava. Além disso, Steve Rogers disse que os heróis devem ser livres, algo que o Falcão repete quando rejeita ser parceiro de John Walker, o Capitão América da série O Falcão e o Soldado Universal.

Se WandaVision falava sobre luto e empoderamento feminino, Falcão e o Soldado Invernal fala sobre raça e sobre um ultrapatriotismo exagerado. Sam Wilson recebe o escudo na série do Disney+ e passa a ser o novo Capitão América do UCM. Pois Sam sabe que esse escudo é um símbolo, uma esperança para todos que sofrem. Sam sabe que vive um tempo de divisão, caos, nacionalismo elevado e ideologias conflitantes, ele também sabe que os super-heróis não devem acompanhar essa radicalização.

Sam Wilson merece ser o novo Capitão América

Já falei sobre a HQ Capitão América – A Verdade: Vermelho Branco e Negro aqui no MobDica. Essa história mostra porque o escudo do Capitão América deve voltar para as mãos de um super-herói negro.

Além disso, nessa HQ vemos que até o super-soro ser considerado seguro para Steve Rogers, as fórmulas foram testadas por um grupo de soldados negros. A única pessoa que conseguiu sobreviver foi Isaiah Bradley, personagem apresentado na série O Falcão e o Soldado Invernal. Bradley foi o primeiro a usar o icônico uniforme estrelado do Capitão América.

Acusado de traição, o primeiro Capitão América apodreceu na prisão por 17 anos e, após o seu retorno aos EUA, ele jurou segredo absoluto sobre o super-soro. Quem já assistiu à série O Falcão e o Soldado Invernal, sabe como essa história termina. Na verdade sabe como essa história acerta, justamente por apresentar esse mundo racista e porque o UCM precisa de um Capitão América negro.

Pois esse novo Capitão América não é apenas negro, ele é filho, irmão, tio, amigo, veterano e também super-herói. Sam Wilson sabe o que significa ser um super-herói negro, em um espaço predominantemente branco. No filme Admirável Mundo Novo veremos o novo Capitão América tentando salvar um mundo tenso e também lutando pela igualdade racial.

Portanto, em 2024, antes de assistir a estreia de Capitão América: Admirável Mundo Novo nos cinemas, lembre dessa frase de Malcom X: “não lutamos por integração ou por separação. Lutamos para sermos reconhecidos como seres humanos.”

No Site MobDica você encontra tudo sobre o Mundo do Cinema

Na Amazon você encontra Uma Loja Especial da Marvel:



Publicidade Publicidade

Artigo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Posts
Relacionados
Publicidade
plugins premium WordPress