•  
  •  
  •  
  •  

O Poderoso Chefinho 2, da Universal, teve um bom começo e superou o número do fim de semana de abertura de Cruella no streaming. O filme de animação da DreamWorks é uma sequência do sucesso de bilheteria de 2017 e mostra a vida de Ted Templeton, o Baby Boss de terno e maleta que perturba o mundo do seu irmão de sete anos, Tim. O Poderoso Chefinho 2 acontece 40 anos depois, e Ted agora é um empresário de sucesso, enquanto Tim é um pai que fica em casa com suas duas filhas. Tina, sua filhinha mais nova, parece ser a nova Chefona que trabalha como agente secreta da Baby Corp. No Filme ela pede ajuda ao seu pai e tio para derrotar um vilão determinado a acabar com a infância no mundo.

O Poderoso Chefinho 2 é estrelado por Alec Baldwin, que repete o seu papel como Ted, enquanto o agora adulto Tim, é dublado por James Marsden. A sequência também apresenta as vozes de Amy Sedaris, Eva Longoria, Jimmy Kimmel, Lisa Kudrow e Ariana Greenblatt. O filme chegou aos cinemas em 2 de julho nos EUA e também ficou disponível no Peacock por 60 dias.

O Poderoso Chefinho 2 teve uma excelente estreia no fim de semana do feriado de 4 de julho e o Deadline relatou que, de acordo com uma medição recente do Samba TV, 783.000 famílias dos EUA assistiram ao filme no Peacock. Este número supera significativamente o desempenho anterior, que era de Cruella, que atingiu 686.000 espectadores durante sua estreia no fim de semana do Memorial Day, em maio. Um detalhe importante mostra que o Disney+ cobrava dos espectadores US $ 29,99 para a transmissão de Cruella, enquanto O Poderoso Chefinho 2 estava acessível aos assinantes do Peacock por US $ 4,99 e US $ 9,99.

Vários assinantes estão reclamando, aqui no Brasil, do alto custo do Premier Access do Disney+ que custa R$ 69,90, lembrando que nos cinema o valor do ingresso é, em média, R$ 34,35 a inteira e R$ 17,17 a meia. Como o Disney+ já cobra uma mensalidade, o custo do Premiere Access deveria ter um desconto para os assinantes, algo que poderia ampliar bastante o acesso aos lançamentos do cinema.

Nos cinemas americanos, O Poderoso Chefinho 2 arrecadou incríveis US $ 17,3 milhões em apenas um fim de semana. O sucesso da sequência nos cinemas e no Peacock sugere que a Universal fez a escolha certa com sua estratégia de lançamento. A Disney também fez mudanças semelhantes com outros filmes como Cruella, Mulan, Luca e Soul, que também foram para o Disney+ em vez de serem lançados apenas nos cinemas.

Como o mundo está começando a abrir lentamente, por causa da pandemia, os serviços de streaming fornecem uma via alternativa para o público curtir os filmes com segurança, em casa e vários deles oferecem qualidade em 4K na transmissão. Essa estratégia já está comprovada que pode gerar uma aumento na receita e ampliar o lucro da indústria cinematográfica, que sofreu e ainda sofre muito durante a crise de saúde. Além disso vários filmes, como o Poderoso Chefinho 2 e Cruella, tiveram vários atrasos de produção e paralisações, portanto chegou a hora da Universal, Disney e outras produtoras do cinema lucrarem.

O Poderoso Chefinho 2 tem estreia prevista em 12 de agosto.

Assista ao Trailer:

Conheça a Loja Disney da Amazon:

Acesse Aqui: