•  
  •  
  •  
  •  

The Big Bang Theory é aquela série que podemos ver a qualquer hora, principalmente quando estamos pressionados por esse mundo cada vez mais alucinante. Costumo assistir naquele horário maluco da Warner, que começa depois da meia noite e logo depois passa Seinfeld, algo que o canal alterou nos últimos meses, jogando a segunda série para 3 da manhã. Aliás, não sei porque Seinfeld ainda não está no catálogo da HBO Max.

Algo que percebi nessa pandemia, é que praticamente todo mundo tem um pouco da obsessão do personagem Sheldon e não há nenhum problema nisso, todos nós temos o nosso dia de maluco beleza. Lógico que Sheldon é muito exagerado e ninguém sai por aí batendo 3 vezes na porta de alguém. Mas, você sabe por que Sheldon Cooper bate três vezes na porta da Penny em The Big Bang Theory?

Interpretado pelo ator Jim Parsons, Sheldon Cooper foi responsável pelo grande sucesso da série The Big Bang Theory, tanto que o programa optou por não continuar sem ele, terminando após 12 temporadas. Conhecido por sua personalidade socialmente desajeitada, muitas das peculiaridades e traços de Sheldon viraram piadas recorrentes na série. Sua reivindicação sobre um certo lugar no sofá, sua elaboração de um acordo de relacionamento para casar com Amy e sua exigência em ouvir “Soft Kitty” toda vez que está doente ou triste. Mas, com certeza, a Sheldonmania mais reconhecida é ele bater três vezes nas portas, principalmente a da Penny.

Essa mania adorável do personagem, foi introduzida pela primeira vez no episódio The Euclid Alternative da segunda temporada de The Big Bang Theory e rapidamente se tornou uma característica comum de Sheldon. O personagem de Parsons batia, dizia o nome da pessoa e repetia o processo mais duas vezes. Sheldon continuou a bater três vezes, especialmente na porta da vizinha Penny, até a 10ª temporada, onde começou a superar o hábito.

Embora os criadores de The Big Bang Theory afirmem que o perfil do personagem Sheldon Cooper não foi criado com nenhuma condição neurológica específica, os fãs atribuem ao personagem características de transtorno obsessivo-compulsivo. Intencionalmente ou não, The Big Bang Theory certamente leva o público a essa conclusão. Esses diagnósticos explicariam muitos dos comportamentos de Sheldon, bem como sua atenção aos detalhes e a clara preferência pela rotina, além de explicar a compulsão de bater três vezes em todas as portas.

Para apoiar isso, The Big Bang Theory mostrou porque Sheldon se sente desconfortável quando alguém responde depois de uma ou duas batidas e o ritual não fica completo. Embora a batida esteja quase certamente ligada ao estado neurológico de Sheldon, The Big Bang Theory forneceu uma razão mais específica para esse comportamento.


Em The Hot Tub Contamination, da 10ª temporada de The Big Bang Theory, Sheldon e Amy estão lutando para coexistir, depois de resolverem morar juntos. Penny leva Sheldon para conversar e eles passam o dia reclamando dos seus respectivos relacionamentos. Sheldon resolve contar uma história da infância que, supostamente, ninguém conhecia. Voltando da faculdade, aos 13 anos, Sheldon encontrou seu pai tendo um caso com outra mulher. Desde então, ele bateu na porta três vezes, para dar à pessoa tempo de se vestir.

Realizar esse ritual na porta de Penny, ou na porta de Raj, ou na porta da Amy pode ser a maneira que Sheldon encontrou para tentar controlar a situação e garantir que nada de ruim esteja esperando por ele do outro lado. Isso explica bem por que Sheldon não usa a batida durante toda a primeira temporada, onde os personagens ainda não têm laços afetivos.

É lógico que Sheldon tem outras manias loucas e muitas delas fazem parte do nosso dia a dia, principalmente depois que essa pandemia passou a fazer parte de nossas vidas. Sheldon sempre utilizou Álcool em Gel nas mãos e com certeza ficaria maluco se tivesse que viver num mundo com o Covid-19. Quando cruzo com alguém sem máscara nos corredores do prédio, já utilizo um recurso do Sheldon e acelero o passo, além de jogar Spray de Álcool 70 nos produtos que recebo em casa, algo que o Dr. Cooper não deixaria de realizar.

Brincadeiras à parte, mas todo mundo tem um pouco de Sheldon e não consegue abandonar aquela mania que incomoda muitas pessoas. Jim Parsons, o ator que interpretou Sheldon Cooper, aparentemente não tem nenhuma mania igual ao personagem Sheldon, revelou no The Tonight Show, de Jimmy Fallon que ele e o seu marido haviam contraído Coronavírus.

Quando perguntado como o seu personagem de The Big Bang Theory poderia se sair durante a situação atual, Parsons disse: “Ele foi construído para isso. Este é o momento que ele estava esperando.”

“Eu estava dizendo anteriormente, tivemos um episódio inteiro – no qual eu não pensava até recentemente – em que ele gostava do seu Shel-bot onde ele tinha uma tela de vídeo com controle remoto,” disse Parsons. “Quando as pessoas ainda precisavam se reunir em grupos, e ele simplesmente mandava nisso ou se sentava sozinho no seu quarto.”

Parsons acrescentou: “Ele sempre ficou tipo, ‘Não me toque, não espirre em mim’, então eu acho que ele ficaria bem nessa pandemia.”

Jim Parsons conhece muito bem o perfil do personagem que interpretou por 12 temporadas.

The Big Bang Theory está disponível no HBO Max.

Artigo: Hugo Machado

A Amazon tem uma loja especial de produtos Marvel.

Acesse Aqui: