•  
  •  
  •  
  •  

Sabe quem foi o herói submarino que marcou a infância de muitas crianças na década de 60?
Não é o Aquaman, estou falando de Marine Boy (Kaitei Shonen Marien,) o herói submarino que tinha um uniforme que toda criança gostaria de vestir.

Marine Boy foi um dos primeiros anime japonês que assisti e serviu muito para impulsionar minha imaginação e um desejo incontrolável por aventuras. Junto com Jonny Quest, Astro Boy e um crescente vício em faroestes como Cisco Kid e Zorro, assim foi a minha infância na frente da TV. Cheia de animes e desenhos de super-heróis japoneses e bem futuristas.

Ao lado do anunciado Speed ​​Racer e Kimba: O Leão Branco, Marine Boy foi uma das séries de televisão que capturaram a imaginação das crianças e colocaram o anime japonês em destaque.

Marine Boy foi produzido no Japão, mas com a intenção de ser distribuído pela primeira vez nos Estados Unidos na década de 60. Esse anime foi na verdade um dos primeiros desenhos animados coloridos vindo do Japão e confesso que só soube que sua roupa era vermelha, quando li uma revista importada que mostrava uma imagem do herói. O primeiro herói japonês que eu vi colorido na TV, foi Esper.

O Anime mostrava um adolescente, com algumas invenções incríveis à sua disposição, lutando contra o mal nos mares com a ajuda da Patrulha Oceânica e auxiliado por seu pai, Dr. Mariner e o brilhante Professor Fumble. Junto com Marine Boy em suas aventuras estão o seu golfinho branco, Splasher, a jovem amiga sereia, Neptina e os agentes da Patrulha Oceânica Bullton e Piper.

A série até compartilhou algum pedigree com Speed ​​Racer e, lógico, apresentou vários membros do elenco de voz da série rival, como Corinne Orr, a voz de Marine Boy, Neptina e Clicli com voz de Trixie em Speed ​​Racer, Peter Fernandez como Piper e Dr. Mariner e Jack Grimes como Professor Fumble and Splasher (Chim-Chim). Jack Curtis forneceu a voz do narrador para ambas as séries.

Marine Boy mostrava uma equipe com excelentes equipamentos para a exploração dos mares e a busca de recursos submarinos. A Patrulha Oceânica tinha a missão de proteger o mundo contra os perigos em alto-mar, atuando como uma polícia mundial dos oceanos e prevenindo que ocorresse algo que tirasse a paz.

O barco patrulha P1 fazia parte dessa organização e era uma embarcação que, entre outras tecnologias, era capaz de voar, ainda que por um tempo limitado, com as suas asas retráteis. O barco conduzia Marine Boy e seus dois tripulantes, o marinheiro magro chamado Piper e o gordo chamado Bolton. Todos os recrutas da patrulha oceânica usavam boinas vermelha como parte de seus uniformes.

As missões eram chefiadas pelo Dr. Mariner, pai de Marine Boy, e tinham o auxílio do professor Fumble, que vivia inventando coisas fabulosas para ajudar o garoto a derrotar seus inimigos.

Marine Boy usava uma roupa avermelhada feita de um material especial para lhe dar proteção e empunhava um bumerangue sônico, que ele lançava pela água, além de ser tão rápido quanto qualquer outro ser marinho, graças às suas botas especiais. Ele também podia ficar algumas horas debaixo d’água, graças a um chiclete denominado de oxy-goma, lembro que mastigava chiclete na piscina por causa do Marine Boy.

Marine Boy estreou no Brasil pela TV Excelsior, em 1968, sendo apresentado diariamente às 15h30. O desenho permaneceu no ar até 1970 e só retornou à programação brasileira em 1972, quando estreou na TV Record.

Nos anos 90 o canal por assinatura Warner Channel apresentou o desenho em sua grade de programação. Marine Boy recebeu a redublagem do Estúdio Álamo.

Mutos Animes japoneses fizeram sucesso durante a década de 60 e 70 no Brasil e aqui no Mobdica você encontra informação de vários desses desenhos.

Veja a abertura de Marine Boy