Depois de O Falcão e o Soldado Invernal tivemos um período sem novidades da Marvel, no Disney+, e só algumas animações foram lançadas na plataforma. Só que hoje, com a chegada da série Gavião Arqueiro (Hawkeye), essa espera finalmente acabou.

Sabemos que em cada série do Disney+, ou nos filmes do UCM, a Marvel tenta dar um tom diferente, de acordo com a história, temas e personagens, sem precisar mencionar o lugar de cada série ou filme no Universo Cinematográfico da Marvel. WandaVision e Loki partiram para o Multiverso, enquanto O Falcão e o Soldado Invernal tinha um perfil mais realista. Com isso, precisamos perguntar: onde se encaixa a série do Gavião Arqueiro?

“Cada vez que começamos a desenvolver um projeto, estamos sempre falando sobre como o diferenciaremos de tudo que fizemos”, disse a produtora executiva, Trinh Tran, em uma entrevista sobre a série de seis episódios.

“O Falcão e o Soldado Invernal, WandaVision e Loki, eles são todos diferentes”, continua. “Com o Gavião Arqueiro, como podíamos diferenciar essa série de todas as outras? Não queríamos criar outra catástrofe mundial, onde os heróis estão salvando o universo. Fazia sentido que a história de Clint fosse mais pessoal.”

Gavião Arqueiro inicia após os eventos de Vingadores: Ultimato (Avengers: Endgame), mostrando o membro fundador dos Vingadores, Clint Barton (Jeremy Renner), lutando contra as consequências físicas, mentais e emocionais de sua longa carreira como um super-herói e a perda de sua amiga Natasha Romanoff. Por isso a série do Gavião Arqueiro é melhor descrita como “heróis da Marvel pelas ruas de Nova Iorque”. Essa série foi totalmente filmada na cidade de Nova York, onde Barton leva os seus filhos para as férias de Natal, mas antes precisa se envolver com um misterioso círculo de criminosos e uma jovem chamada Kate Bishop (Hailee Steinfeld), a quem ele, relutantemente, começa a ser mentor.

“É uma aposta mais pessoal para ele porque, de todos os heróis, ele é um dos poucos com filhos, com uma família”, diz Tran sobre a jornada de Barton na série. “Nós realmente queríamos atingir esse aspecto, e é por isso que a série se passa no Natal, porque se trata de chegar em casa para passar um tempo com a família. Só que ele fica preso em uma missão e há um relógio correndo em termos de, Barton vai conseguir ir para casa no Natal? Portanto, é uma escala menor, mas cheia de coração, que é o que estávamos lutando para incluir nesta série, em particular.”

Nova Iorque na época do Natal tem um cenário clássico para todos os tipos de filmes, de thrillers de ação à comédias e romances. Filmar na própria Big Apple adicionou aquele nível extra de autenticidade à narrativa apresentada nessa série.

“Nova Iorque é muito especial para mim, de qualquer maneira”, disse o diretor da série Rhys Thomas em uma coletiva de imprensa. “Eu era uma espécie de tirano sobre ser o mais fiel possível à Nova Iorque. Nada me incomoda mais do que a geografia falsa nos filmes e a textura falsa, então eu acho que era um detalhe que tínhamos que ir lá … além disso, temos personagens muito humanos na série também”.

Muito do que veremos na série do Gavião Arqueiro foi inspirado pelo escritor Matt Fraction e pela agora lendária HQ de 22 edições do artista David Aja, que estreou em 2012. A HQ mostra Barton morando em um apartamento no Brooklyn, distante do resto dos Heróis Mais Poderosos da Terra e enfrentando os problemas do dia a dia, enquanto ainda está em missão, com Bishop ao seu lado. Foi uma grande reinvenção de um personagem, que fez parte dos Vingadores por décadas, mas nunca foi tão bem definido quanto os outros super-heróis.

“Nós amamos o que Matt fez nessa HQ. Havia um lado humorístico e alegre da história, que queríamos incluir em nossa série.” Disse Tran

Mesmo assim, Tran admite que trabalhar com alguns aspectos da visão de Fraction e Aja sobre o personagem, mantendo o que já foi estabelecido sobre Barton no Universo Cinematográfico Marvel, foi um esforço bem complicado.

“Era apenas uma questão de como fazer isso, mas preservar o que fizemos com Clint, porque não podemos simplesmente ignorar tudo o que já estabelecemos para ele, nos últimos 10 anos, nos filmes dos Vingadores”, explica ela. “Portanto, é uma questão de garantir os elementos verdadeiros do personagem, mas também trazer aquele outro lado que não vimos. E a melhor pessoa para fazer isso é Kate Bishop, que é uma espécie de olhos e ouvidos do público do mundo exterior para o UCM. ”

A própria Kate Bishop tem uma longa história com a Marvel Comics, desde a sua estreia em 2005 na HQ Young Avengers # 1. Além disso, encontramos versões de outros Jovens Vingadores no UCM, incluindo Eli Bradley/Patriota, Cassandra Lang/Estatura e Tommy e Billy Maximoff/Célere e Wiccano e em breve conheceremos outros, como o novo America Chavez. Mesmo assim Tran se recusa a dizer, naquele clássico estilo Marvel de esconder a resposta, se essas peças estão se encaixando para um filme ou série dos Jovens Vingadores.

“Sempre haverá novos personagens entrando no UCM e vários outros saindo,” disse Tran. “O que posso dizer é que sempre que apresentamos novos personagens, como Kate Bishop, nosso foco é ter a certeza de que entendemos direito a história desta série.”
A série do Gavião Arqueiro apresentará novos personagens e isso é uma prova de que a Marvel e a Disney estão pensando bem à frente.

Gavião Arqueiro estreia hoje no Disney+

Veja abaixo o trailer legendado de Gavião Arqueiro.

A Amazon tem uma loja especial de produtos Marvel.

Acesse Aqui: