Na última edição da HQ Superman: Son of Kal-El #3, Jon Kent provou que será um super-herói melhor do que o Super-Homem original e conseguirá se sobressair de uma maneira que o seu pai não conseguiria.

Depois de confirmar que Jon Kent é bissexual e enfrentar o ódio de haters, a HQ Superman: Son of Kal-El vai mostrando que o personagem veio para ficar e está completamente engajado em resolver os problemas atuais do mundo, como o aquecimento do planeta ou a opressão aos refugiados.

Jon Kent está mostrando que será um Homem de Aço melhor que o seu pai e com muita capacidade para mudar o mundo. Com Clark Kent precisando deixar a Terra por um longo período, para enfrentar Mongul no Warworld, o Super-Homem original está deixando o seu filho no comando, enquanto ele está fora. Além disso, foi confirmado que Jon pode fazer coisas que Clark Kent não pode, particularmente quando se trata de falar sobre questões globais importantes e ser uma voz pública em prol da verdade, ao invés de apenas proteger a Terra com os seus superpoderes físicos.

Nas edições anteriores de Superman: Son of Kal-El, do escritor Tom Taylor e do artista John Timms, já havia sido estabelecido que o Super-Homem original raramente se envolveria para ser uma influência para o povo da Terra, porque ele é um Kryptoniano. Aos olhos de Kal-El, não seria certo ele influenciar o que acontece no seu planeta adotivo. Em contraste com ele o seu filho, Jon, nasceu na Terra e é meio-humano, o que possibilita que ele tenha muito mais arbítrio e direito de falar abertamente. É exatamente isso o que o novo Super-Homem faz na HQ Superman: Son of Kal-El.

Na HQ mais recente Jon salva 472 pessoas e os seus animais de estimação, de um prédio que está para cair, o que é indiscutivelmente mais impressionante é que, logo após esse ato heróico, ele foi direto para um protesto em apoio aos refugiados que estavam sendo forçados à retornarem para sua nação opressora . Ao ficar ao lado dos manifestantes, Jon causou um grande impacto na opinião do público, o que acabou resultando em uma mudança positiva para o mundo. O Super-Homem original até mesmo afirmou sua confiança no filho, antes de partir para enfrentar Mongul, provando que Jon pode muito bem ser um Homem de Aço ainda melhor, daqui para frente.

Li duas HQs dessa série e fica cada vez mais claro que Jon Kent não será simplesmente um substituto do Super-Homem ou um herói casual, enquanto seu pai está fora. Jon se tornou um novo Super-Homem, para uma nova era e será capaz de fazer muito mais para trazer mudanças positivas para o mundo, em vez de apenas responder às ameaças, conforme elas surgem. Embora o Super-Homem de Jon possa causar um grande impacto como o novo Homem de Aço, suas ações e palavras ainda terão consequências no futuro. Como prova disso, assim que o Super-Homem original deixou a Terra, a Fazenda Kent foi explodida, em retaliação pelas palavras que Jon disse contra o Presidente de Gamorra, a nação de onde os refugiados estavam fugindo. Isso mesmo, os quadrinhos estão refletindo o ódio que cresce, no mundo em que vivemos.

Nos próximos números dessa HQ, provavelmente Jon terá uma mostra do impacto negativo que as suas palavras e atitudes podem causar. E, com certeza, isso irá motivá-lo à lutar ainda mais para proteger a sua família e amigos, pois parece que ele está prestes a entrar em um grande conflito com um governo corrupto e fascista, algo que Clark Kent sempre tentou evitar. Isso significa que Jon vai lidar com novas ameaças e obstáculos que o seu pai sempre evitou, por isso eu acredito que esse novo e melhorado Super-Homem esteja pronto para usar os seus poderes e a sua voz, para proteger os oprimidos.

Artigo: Hugo Machado

No site da Amazon você encontra uma loja exclusiva de Quadrinhos.

Acesse Aqui: