•  
  •  
  •  
  •  

DC versus Marvel já apresentou várias batalhas emocionantes entre heróis icônicos. Neste crossover dos anos 90, os leitores ainda tiveram a chance de votar em várias disputas entre seus personagens favoritos da Marvel e da DC. De todas essas lutas que aconteceram, a batalha mais equilibrada parecia ser entre Mercúrio e Flash, os velocistas mais poderosos de seus respectivos mundos.

Este confronto aconteceu em 1996 na edição Marvel versus DC #2, criada por Peter David, Claudio Castellini, Dan Jurgens, Paul Neary e Joe Rubenstein. Mercúrio e Flash aparecem quando duas entidades cósmicas conhecidas como, Irmãos, se reuniram após eras afastados. Com os personagens representando a Marvel e o Universo DC, essas entidades decidiram que apenas uma de suas criações poderia sobreviver.

As duas entidades não podiam lutar entre si, pois os resultados seriam catastróficos. Por causa disso os heróis de cada universo lutariam uns contra os outros em várias batalhas individuais. As regras exigiam que um herói imobilizasse o outro para vencer. Qualquer universo que ganhasse mais partidas sobreviveria, enquanto o universo perdedor seria destruído.

O Flash e o Mercúrio tiveram uma luta bastante breve, que durou um total de três páginas. Essa luta frenética começou com os dois velocistas correndo pelas ruas, enquanto o Flash se gabava de como ele era muito mais rápido do que Mercúrio. O Velocista Escarlate também observou que eles poderiam ter sido amigos, espancando Pietro Maximoff enquanto ele falava. Mercúrio não se importava com a possível amizade deles, já que ele só queria que seu universo sobrevivesse.

Durante a luta, um caminhão gigante de petróleo veio em direção aos heróis, foi desviado e acabou batendo na rua. Na explosão resultante, o Flash abandona a luta para salvar o pai e o filho que estavam dentro do caminhão. Mercúrio aproveitou a oportunidade para emboscar o Flash, esmurrando-o com uma rajada de golpes. Imediatamente, porém, Pietro se sentiu culpado por aproveitar essa oportunidade. Mercúrio hesitou, pensando em como ele estava com muita raiva porque outra pessoa era mais rápida do que ele. Nesse momento, o Flash se recuperou, aproveitando para imobilizar Mercúrio e vencer a luta.

Apesar do Flash ter vencido essa luta, o resultado não foi determinado pelos criadores da Marvel e da DC. Em vez disso, a batalha foi determinada pelo voto dos fãs. Embora a equipe criativa pudesse decidir os detalhes de como seria a luta, eles não poderiam mudar esse resultado final escolhido por voto.

Esse método democrático deixou os leitores se perguntando quem deveria ter vencido a luta, sem nenhum voto dos fãs para tomar essa decisão. Mesmo sem uma votação, o Flash provavelmente deveria ter vencido esta batalha, mas é importante notar que o Flash nesta história era Wally West. Neste universo da história, Wally estava atingindo o pico de sua velocidade.

Em 1993 em The Flash #79, de Mark Waid e Greg LaRocque, Wally finalmente ultrapassou sua própria barreira psicológica, crescendo rápido o suficiente para derrotar o Flash Reverso. Neste momento, Wally havia aumentado sua conexão com a Força de Velocidade, aumentando seu poder tremendamente.

Em 1995, em The Flash #100, de Waid, Salvador Larroca, Carlos Pacheco e Oscar Jimenez, Wally viajou para a própria Speed ​​Force, retornando mais rápido do que nunca com novas habilidades, como conceder velocidade temporária à outros.

Mercúrio, por outro lado, não tinha fonte de energia equivalente ao Flash. Na época, Pietro era considerado um mutante e foi treinado por Magneto para usar seus poderes corretamente. Mercúrio tinha anos de experiência lutando ao lado dos Vingadores, além de viver com os Inumanos. Mesmo assim, Mercúrio não tinha um mentor speedster como Barry Allen para treiná-lo e ele certamente não tinha nada parecido com a Speed ​​Force para aumentar o seu poder.

Durante a luta, Mercúrio até admitiu que era mais lento que Wally, algo que não foi determinado especificamente pelo voto dos fãs. Wally West poderia ter vencido esta luta, devido à votação dos fãs, mas o Flash provavelmente teria saído vitorioso de qualquer maneira.

Essas batalhas entre a Marvel e a Dc eram sensacionais e poderiam muito retornar em novas edições e até mesmo em filmes e séries, o que seria fantástico.

Visite a Seção Especial Marvel na Amazon.

Acesse Aqui: