|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

Taika Waititi explicou recentemente por que o filme Thor: Amor e Trovão foi muito mais difícil de produzir, do que Thor: Ragnarok, de 2017.

Thor: Amor e Trovão estreia nos cinemas hoje e pode ser um sucesso de bilheteria ainda maior, do que a semana de estreia de Ragnarok. Neste filme, Thor está enfrentando uma crise de meia-idade enquanto decide se quer continuar sendo um herói. Porém, quando Gorr, o Carniceiro dos Deuses, chega com a intenção de matar todos eles, Thor deve montar uma nova equipe que inclui os seus velhos amigos Korg (Waititi) e Valkyria (Tessa Thompson), além de sua ex-namorada Jane Foster (Natalie Portman), que agora empunha o martelo Mjölnir, como a Poderosa Thor.

A ramificação de Thor no Universo Cinematográfico da Marvel, apresentou vários diretores, muito mais do que qualquer outro herói. Por exemplo, Kenneth Branagh dirigiu o Thor original de 2011 e Alan Taylor dirigiu sua sequência de 2013, Thor: O Mundo Sombrio. Foi em Thor: Ragnarok que Waititi assumiu a franquia, logo após sair de suas comédias indie neozelandesas, se juntando ao UCM. O diretor trouxe o seu humor inusitado característico no projeto, tornando Ragnarok o filme melhor avaliado, com 93%, o que é 16% maior do que Thor, com 77%. Quanto a bilheteria, Ragnarock fez US $ 854 milhões em todo o mundo, bem maior que os US $ 644,8 milhões de Thor: O Mundo Sombrio.

Durante uma entrevista recente, Waititi disse como foi mergulhar em Thor: Amor e Trovão. O diretor revelou que ele havia dito que Thor: Ragnarok seria o seu último filme solo. Isso porque a maioria das franquias solo de super-heróis, não se estendeu além de uma trilogia. Portanto, ele utilizou todas as suas ideias em Ragnarok, quando a Marvel, mais ou menos instantaneamente, pediu uma sequência. Foi aí que ele teve que descobrir: “o que fazer com esse personagem que parece novo, satisfaz os fãs, mas também ofereça à Chris [Hemsworth] algo interessante de fazer.”

Leia o comentário de Waititi abaixo:

“Ainda parece sobrevivência. De certa forma, foi mais difícil neste porque eu entreguei tudo em Ragnarok, pensando que a Marvel só chega a fazer três filmes de cada super-herói, então não haveria outro. Então eles imediatamente nos pediram para fazer outro. Foi quando eu tive que criar todas essas novas ideias para tentar fazer algo tão bom, se não melhor, que o anterior. Isso foi mais difícil porque é como um segundo romance. Tentar descobrir o que fazer com esse personagem que parece novo, satisfaz os fãs, mas também oferecer à Chris [Hemsworth], algo interessante para fazer com o personagem.”

Uma outra razão pela qual Thor: Amor e Trovão foi consideravelmente mais difícil de organizar é que Waititi tem muito mais peças para mover nesse tabuleiro. Além de trabalhar com os personagens principais de Thor e os que ele introduziu em Ragnarok, como Korg e Valkyria, ele teve que fazer malabarismos para trazer de volta personagens antigos, como Jane Foster e adicionar novos como os Guardiões da Galáxia. Esta é a primeira vez que os Guardiões fazem uma aparição fora dos seus filmes ou dos Vingadores, então as expectativas serão altas. Waititi precisou garantir que o seu humor irreverente fosse executado corretamente.

No entanto, se há uma coisa que o diretor de Thor: Amor e Trovão provou, é que ele está sempre cheio de ideias. O tempo dirá se esse novo filme vai ter o mesmo impacto que Ragnarok, mas esse projeto já está alimentando uma bilheteria potencialmente épica. Se ele conseguir capturar e cativar o público, com mais esse filme do Thor, certamente terá um futuro ainda maior no UCM

Thor: Amor e Trovão já está disponível nos cinemas

Veja o trailer abaixo

Na Amazon você encontra Uma Loja Especial da Marvel:



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade