•  
  •  
  •  
  •  

Tenho um Vinil de The Joshua Tree até hoje guardado e escutei muito esse disco no antigo 3 em 1 da Gradiente. Esse álbum, lançado em 1987, foi eleito pela Rolling Stone como o melhor dos Anos 80, mas eu já sabia disso assim que ele tocou a primeira vez. Estava bem claro que algo grande estava no horizonte dessa Banda.

The Joshua Tree foi o quinto álbum do U2 e a banda rapidamente passou de teatros à estádios lotados. O álbum disparou para o 1º lugar na parada dos EUA e o mesmo aconteceu com os dois primeiros singles – “With Or Without You” e “I Still Haven’t Found What I’m Looking For “. No final do ano, o U2 passou a ser a maior banda do mundo.

Eles quase não perderam tempo e voltaram ao estúdio após a turnê mundial de apoio ao The Unforgettable Fire. As sessões começaram no início de 1986 em uma casa enorme em sua cidade natal, Dublin, com os produtores Daniel Lanois e Brian Eno, ambos retornando de The Unforgettable Fire, para darem início ao The Joshua Tree.

Como em seu álbum anterior, The Joshua Tree foi inspirado pela obsessão da banda pela América, com a qual eles estavam se tornando cada vez mais familiarizados graças às suas longas turnês por todo o País, bem como seu crescente interesse pela música de raiz. Mas eles foram mais fundo desta vez, descobrindo espaços mais escuros. Eles também queriam capturar as vastas paisagens da América na música e o álbum chegou a ser chamado de The Two Americas.

A famosa foto da capa, que não foi tirada no deserto da Califórnia, é um belo resumo do conteúdo do disco e explora a relação da banda com os EUA. O registro da Árvore de Josué que aparece no álbum, no entanto, foi feito no deserto de Mojave, a mais de 300 km de distância do parque. Já a imagem da capa, com os integrantes da banda, foi clicada em um terceiro local: Zabriskie Point, na região do Parque Nacional do Vale da Morte.

Afeito a cerimônias, o U2 jamais se apresentou na região do Parque da Árvore de Josué nem em nenhum deserto próximo à árvore de Mojave. Fãs até já especularam que, para lembrar os 30 anos do álbum, a banda poderia ser uma das atrações do festival Coachella, realizado na região de desertos da Califórnia. Mas isso não ocorreu. O mais próximo que os integrantes chegaram da árvore foi no US Festival, em Devore, mas isso em 1983, bem antes de The Joshua Tree existir.

Um ano depois de começarem a trabalhar no álbum, eles finalmente conseguiram lançá-lo depois de algumas mudanças de local e reformulação de um punhado de músicas. The Joshua Tree levou o U2 a um nível totalmente novo. Da cintilante introdução da guitarra de Edge em “Where the Streets Have No Name”, que abre o álbum, ao zumbido triste do encerramento em “Mothers of the Disappeared”, o LP se desfaz como um clássico natural. Assim como eles planejaram.

Não havia dúvida de que The Joshua Tree seria grande e ele tornou-se extremamente grande. O álbum disparou para 1º lugar em todo o mundo. Foi o primeiro disco a ser lançado em LP, CD e Cassete no mesmo dia. Os singles de sucesso se acumularam no ano seguinte. Ganhou um Grammy de Álbum do Ano. E suas canções estão entre as melhores da longa carreira do U2: “Where The Streets Have No Name”, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”, “With or Without You”, “Bullet the Blue Sly” e “In God’s Country”.

A turnê de divulgação do disco os tornou ainda maiores. Bono se tornou um novo herói do rock. Eles estavam entre os artistas mais politicamente apaixonados e socialmente conscientes. E isso continuou por toda a carreira do Grupo.

Como The Joshua Tree é um Álbum Especial o MobDica não vai ficar apenas na dica de Vinil. Abaixo você tem links para uma Edição de Vinil, uma Edição Especial com Vários Discos e Livros e uma Versão Digital Remasterizada para baixar na iTunes.

Escolha sua Edição de Colecionador.

Links Abaixo: