|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

Em 1985 aconteceu o Live Aid, dois megaconcertos impressionantes de Rock que tinham o objetivo de arrecadar fundos para a luta contra a fome na Etiópia.

Quem já assistiu Bohemian Rhapsody, vai lembrar que o Live Aid levou o Queen ao sucesso mundial e foi criado para combater a fome na Etiópia. Em homenagem a essa data, foi instituído o Dia Mundial do Rock no ano seguinte e que é comemorado ate hoje.

O Live Aid aconteceu no Wembley Stadium, em Londres, e no John F. Kennedy Stadium, na Filadélfia, com uma participação popular inédita, tanto presencial quanto na televisão. Além disso, esses megaconcertos receberam grandes roqueiros, comprometidos com a causa. O evento contou com a presença do Queen, Tom Petty, Madonna, Eric Clapton, Led Zeppelin, Neil Young, U2, Mick Jagger, David Bowie, Duran Duran, Phil Collins e Bob Dylan, entre outros.A ideia principal do Live Aid era refletir o espírito da música mais popular do planeta: o Rock. Esse ritmo sempre apresentou artistas indignados com os problemas do mundo e que se rebelam contra todas essas injustiças. Com muita música e rebeldia o Live Aid conseguiu mudar o que precisava ser mudado.

Como foi definido por Pete Townshend e depois citado por Charly García, em seu primeiro álbum solo, “Se você gritar a verdade, se você se comprometer com coragem e levantar para apontar que algo esta errado, mas fizer isso sem derramar sangue, isso é Rock And Roll“.

O Live Aid transformou esta data numa celebração do rock e ficou conhecido, logo no ano seguinte, como o Dia Mundial do Rock. Esta é uma homenagem anual ao evento musical e solidário mais importante da história e ao grande encontro desses artistas do rock.

O Live Aid foi criado para angariar fundos em benefício dos países africanos, em particular a Etiópia e a Somália. Alguns meses antes, pelas mãos do músico e ativista Bob Geldof, foi lançada a música Do they know it’s Christmas? com a mesma finalidade.

Após uma grande seca entre 1983 e 1985 no norte da Etiópia, aconteceu o que chamaram de “inferno na terra”: falta de comida e pouca água, que resultou na morte em massa de uma população faminta. Depois que a rede de televisão BBC mostrou o que estava acontecendo, o músico e ator Bob Geldof resolveu criar o Band Aid Trust, com o objetivo de administrar e distribuir toda a ajuda arrecadada.

Para atrair a atenção do mundo, Geldof chamou o seu amigo Midge Ure, do Ultravox, e os dois conseguiram convocar um grande número de artistas para gravar a música em 1984. Do They Know It’s Christmas? virou um sucesso mundial e quebrou recordes de vendas. Logo depois, surgiu a ideia de criar um show beneficente, para ajudar as vítimas e arrecadar fundos para a Etiópia.

Assim surgiu o Live Aid, um dos maiores eventos da história. Com direitos televisivos, ingressos vendidos e tudo o mais, direcionado para arrecadar dinheiro para a África. Com a grande participação dos artistas, o evento fez um grande sucesso e marcou a história da música, mostrando ao mundo que Rock conseguiu conscientizar e ajudar os povos africanos.

O Live Aid apresentou shows de bandas como Queen, Led Zeppelin, Black Sabbath, Crosby, Stills, Nash & Young, The Who, além da participação de grandes lendas da música. A arrecadação ultrapassou US$ 100 milhões e o evento foi transmitido ao vivo em mais de 72 países.

Por isso hoje é o Dia Mundial do Rock. Esse ritmo que liberta e possibilita grandes mudanças na sociedade.

Assista o Making Of de Do They Know It’s Christmas?

Na Amazon você encontra tudo sobre Rock



Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade