•  
  •  
  •  
  •  

A Apple está lançando oficialmente o seu rastreador que funcionará com o software e os serviços da empresa. Chamada de AirTag, a pequena tag circular permitirá que você rastreie itens dentro do aplicativo Buscar da Apple no iOS. As AirTags da Apple serão úteis para rastrear itens como chaves ou carteiras, malas e até cachorros, enviando uma notificação quando você estiver separado deles.

A AirTag é um pequeno dispositivo, semelhante a um disco, que inclui um alto-falante integrado, acelerômetro, Bluetooth LE e uma bateria substituível pelo usuário. A Apple diz que o rastreador tem uma bateria que dura 1 ano e que você pode usar o NFC para ativar o modo perdido.

A nova AirTag estará disponível por US $ 29 em 30 de abril, ou US $ 99 por um pacote com quatro dispositivos. A Apple também criou acessórios com alça de couro e porta-chaves nos quais a AirTag pode se encaixar e a empresa também está trabalhando com fabricantes de acessórios que criem etiquetas de bagagem para a própria AirTag.

As AirTags aparecerão no aplicativo Buscar da Apple, que tocará um som no rastreador quando você tentar localizar um item. Cada AirTag também é equipada com o chip U1 da Apple que utiliza tecnologia Ultra Wideband, som e feedback tátil para orientar as pessoas com mais precisão de onde um item está localizado.

As AirTags não armazenam nenhum dado de localização ou histórico de localização dentro do dispositivo físico e a Apple diz que está usando criptografia ponta a ponta para as comunicações entre um AirTag e a rede do App Buscar.

Detalhes sobre as AirTags apareceram pela primeira vez em cópias do iOS 13 beta, há quase dois anos e o nome AirTag também foi visto no iOS 13.2. A Apple também confirmou, acidentalmente, o nome AirTag em um vídeo de suporte excluído no ano passado. Seguindo os rumores, a Apple levou um tempo considerável para tornar as AirTags uma realidade.

A Apple certamente enfrentará alguma competição com o Galaxy SmartTags da Samsung e também com a Tile. O lançamento das AirTags da Apple acontece quase um ano depois que a Tile entrou com uma queixa na Comissão Europeia, acusando a Apple de comportamento anticompetitivo. A Tile argumentou que a atualização do iOS 13.5 da Apple, para as configurações de Bluetooth, prejudicou os produtos de rastreamento de terceiros, em favor do próprio App Buscar da Apple.

A Apple, lógico, negou as acusações e a empresa até abriu o seu App Buscar para produtos de terceiros recentemente. Os dispositivos precisarão seguir as regras de acessórios Made for iPhone (MFi) da Apple, então as empresas precisarão se inscrever para obter a certificação e ter seus produtos rastreados no aplicativo Buscar. A Apple também está oferecendo uma especificação de chipset para terceiros, para integração com a Ultra-Wideband encontrada nos iPhones mais recentes da Apple.

Ainda não sabemos quando a nova AirTag será lançada no Brasil

Você Encontra Toda a Linha de MacBooks no Site das Americanas

Acesse Aqui: