|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

Os verdadeiros demônios apresentados na série Evil são os horrores diários da vida moderna, com suas criptomoedas, aplicativos e algoritmos totalmente infernais.

A série Evil mostra uma disputa entre a ciência e a religião, onde Kristen Bouchard, uma psicóloga forense cética, David Acosta, um padre em treinamento e Ben Shakir, um cientista, enfrentam os demônios que atormentam a humanidade. Evil já está na terceira temporada e você pode assistir a série no Universal+.

Em sua terceira temporada, Evil fala sobre os demônios da modernidade e como eles podem interferir na vida das pessoas. Evil continua a expandir essa estranha e adorável sátira religiosa da cultura pop moderna e o enfrentamento desses problemas, religiosos ou não. Enquanto Black Mirror olha para o futuro, tentando entender o presente, Evil apresenta as inovações tecnológicas dentro de um contexto religioso do passado. Como vimos no episódio O Demônio da Morte (The Demon of Death), que mostra um equipamento capaz de pesar a alma da pessoas.

O mundo bizarro dos Algoritmos

No entanto, nesse mundo bizarro que a série apresenta, a tecnologia criada pelo homem é apenas uma distração para os demônios controlarem a humanidade. Podemos ver isso na operação de criptomoeda, que é controlada por um demônio com chifres, fedorento e que adora biscoitos. Mas, talvez, o grande ápice dessa temporada seja o episódio 6, O Demônio do Algoritmo (The Demon of Algorithms). Esse episódio mostra o algoritmo que controla os aplicativos de compartilhamento de vídeo e redes sociais, e como as pessoas o utilizam para realizar coisas ruins e tentar encorajar outras a fazer o mesmo, por puro prazer.

Desde sua estreia, em 2019, Evil foi cada vez mais fundo na guerra entre o bem e o mal. David (Mike Colter), Kristen (Katja Herbers) e Ben (Aasif Mandvi) investigaram todo o tipo de atividade infernal, sempre em nome da Igreja, mas a série foi muito além de exorcismos e sociedades secretas. Cada vez mais, os criadores Robert e Michelle King, inseriram a pura maldade na raiz das pequenas coisas que controlam nossas vidas conectadas e obcecadas pela mídia. Evil tenta fazer uma pergunta simples em cada episódio da série: a vida moderna, em sua essência, é má?

O padre, a psicóloga e o cientista

A terceira temporada de Evil tenta mostrar exatamente isso e a equipe percebe que o verdadeiro mal, anda ao lado dos caçadores de influência. Na série, essas pessoas fingem que estão dominadas pelo mal e chamam a igreja para realizar um exorcismo. Porém, David, Kristen e Ben descobrem que elas realizam coisas extremas e fraudulentas, apenas para terem engajamento nas redes sociais. Mostrando que o algoritmo pode ser um aliado daqueles que procuram compartilhar o mal. Se você, por um azar, viu algum vídeo ou postagem sobre algum assunto negativo e bizarro, o algoritmo vai disparar apenas esse conteúdo nas suas redes sociais e web. Calma, basta apagar os cookies constantemente e deletar ou bloquear aqueles conteúdos que não te interessam.

O episódio O Demônio do Algoritmo procura dizer que o sobrenatural não controla o conteúdo que você acessa na Web. O verdadeiro demônio, que pode controlar a sua vida, é o algoritmo. Ele começa descobrindo o que realmente te interessa, mesmo que você não queira admitir e faz isso para manter a pessoa engajada e viciada no conteúdo apresentado. Portanto, não existe nada de sobrenatural na Web, mas isso não impede que ela consiga compartilhar o verdadeiro mal, mas basta você escolher se quer, ou não, ser manipulado.

Na Amazon você encontra vários produtos das Séries Chicago.



Publicidade
Publicidade Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade