|

Share on facebook
Share on twitter

Compartilhe!

Possibilidade de Spoilers

Já sabemos que Ms. Marvel teve mudanças sutis nos seus poderes, mas será que ela tem capacidade de atravessar o Multiverso do UCM nessa série do Disney+?

Já no primeiro episódio de Ms. Marvel vimos que Kamala Khan (Iman Vellani) talvez tenha viajado pelo Multiverso. Aparecendo pela primeira vez em Capitain Marvel #14 de 2013, Ms. Marvel passou a ter a sua própria série de quadrinhos já no ano seguinte. Kamala Khan fez história na Marvel, ao ser a primeira super-heroína muçulmana-americana, algo extremamente importante para a diversidade. Sua jornada vai de fã de super-herói, até virar uma super-heroína, algo que fez os fãs muçulmanos da Marvel finalmente se enxergarem nas páginas de uma HQ. Oito anos depois, Ms. Marvel agora tem a sua própria série no Disney+.

O UCM tem esse compromisso com a diversidade, como vimos com a chegada da super-heroína porto-riquenha, America Chavez, em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. América Chavez tem o poder de viajar pelo Multiverso, o que a torna parte integrante da última fase do UCM. Nos quadrinhos, Kamala não possui essa habilidade, ela só é capaz de transformar o corpo para se adaptar a várias situações. Nos quadrinhos, este é um poder inato, desencadeado pela Névoa Terrigen. A minissérie teve mudanças sutis na forma como os poderes de Ms. Marvel funcionam, ligando essas habilidades a algo mais cósmico. Talvez essas mudanças também possam incluir a capacidade de atravessar o Multiverso.

O episódio 1 de Ms. Marvel, Geração Por Quê?, mostra Kamala e o seu amigo Bruno (Matt Lintz) participando da Avengercon. A escritora Bisha K. Ali já estabelece o amor de Kamala pelos Vingadores, com a abertura do episódio mostrando isso. Uma mistura vibrante de animação e live-action confirmam o fandom de Kamala e como ela expressa isso através de animações desenhadas à mão. A mãe de Kamala inicialmente desaprova essa obsessão por super-heróis mas, de forma hilária, abraça a ideia de uma forma que envergonha a filha. No entanto, há indícios de que há mais nessa desaprovação, do que só uma preocupação dos pais. Quando a família recebe o pacote de um parente, a mãe de Kamala rapidamente some com a caixa, quando a filha pega uma pulseira misteriosa. Esta pulseira é a chave para os poderes de Kamala, como Ms. Marvel, e também permitiu que ela viajasse, brevemente, para fora da Avengercon. Mas se ela atravessou o Multiverso, ou visitou outro reino, ainda não foi totalmente revelado.

O clímax do primeiro episódio de Ms. Marvel mostra Kamala e Bruno finalmente chegando à Avengercon, para participar da competição de cosplay. Querendo ganhar o prêmio principal, Kamala segue o conselho de incluir mais um detalhe em sua fantasia. Lógico que ela escolhe a misteriosa pulseira que aborreceu sua mãe no início do episódio. Porém, ela cai quando coloca a pulseira no pulso e vai para uma estranha paisagem roxa, cheia de figuras com olhos brilhantes. É um vislumbre rápido, mas a ação física de Kamala caindo para trás, lembra a do Doutor Estranho saltando no Multiverso de America Chavez. O fato dessas habilidades de Kamala serem acidentalmente desencadeadas pela ansiedade de estar no palco, na frente de centenas de pessoas e câmeras piscando, atrai mais comparações com America Chavez e os seus poderes.

Portanto, é perfeitamente possível que ela tenha ido, brevemente, para outra realidade. No entanto, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura estabeleceu que existe uma continuidade de localização para esses saltos entre os universos. Dado que a convenção está ocorrendo no mesmo acampamento do exército onde o Capitão América obteve os seus poderes, parece improvável que este seja o mesmo local de uma Terra alternativa.

Existem algumas pistas visuais sugerindo que Kamala caiu em um dos reinos místicos do UCM. A luz em forma de arco-íris lembra a energia prismática de Bifrost, a ponte do arco-íris que liga Asgard à Terra. Além disso, a névoa roxa lembra o plano da memória de Wakanda e o próprio bracelete de Shang-Chi, em a Lenda dos Dez Anéis. Com a ligação familiar que a pulseira continha, este local pode ter também uma ligação ancestral com Kamala.

Embora Kamala possa ter visto outra Terra do Multiverso, não podemos esquecer que isso está acontecendo em outros lugares nessa Fase 4. Tanto Shang-Chi quanto Os Eternos estão mais focados no misticismo e na espiritualidade, e não na ficção científica de alto conceito, sobre a teoria do Multiverso. Algo que Cavaleiro da Lua levou adiante, quando introduziu os deuses egípcios no UCM. Porém, há uma vertente separada do UCM, que está focada nos acontecimentos mais cósmicos. Ms. Marvel está nesta categoria e Kamala até sussurra, cósmico, no final do episódio.

A escritora e produtora Sana Amanat já disse que a história que eles querem contar em Ms. Marvel, gira em torno da família de Kamala. A pulseira é claramente uma herança familiar, que tem habilidades cósmicas, mas ainda não sabemos por quantas gerações ela passou.

Sabemos que os jovens idolatram qualquer pessoa, exceto a sua família, como Kamala faz em Ms. Marvel. Os jovens querem se rebelar contra tudo aquilo que os seus pais defendem e, por isso, preferem ter escolhas independentes. Nesse episódio vemos muito bem isso quando Kamala rejeita, cruelmente, a tentativa dos seus pais mostrarem o seu amor pelos super-heróis. Infelizmente, os adolescentes raramente enxergam os seus pais como super-heróis. Vincular os superpoderes de Kamala, à história da sua família, pode ser uma metáfora perfeita para reconhecer o sacrifício dos pais e para mostrar que cada cultura tem os seus próprios super-heróis. E viva a diversidade!

Veja o trailer de Ms. Marvel


A Amazon tem uma loja especial de produtos Marvel.



Publicidade
Publicidade Publicidade
Publicidade

Artigo:

Publicidade
Posts
Relacionados
Publicidade