•  
  •  
  •  
  •  

O serviço de streaming de música da Apple, o Apple Music, existe desde o iOS 8.4, ou melhor, desde 30 de junho de 2015. O serviço já passou por diversos redesigns e chega ao iOS 14 com modo de reprodução automática, nova experiência de pesquisa, adaptações de Fone de Ouvido, imagens animadas nas Playlists e muitas outras que devem ser reveladas no Evento especial do dia 15 de Setembro.

Com mais de 60 milhões de músicas no seu catálogo, o Apple Music junta as suas músicas preferidas, sugestões personalizadas, curadoria humana e de grandes artistas, conteúdos audiovisuais e todo apelo da Beats com a Radio Beats 1.

São quatro seções principais mais a barra de pesquisa, que te permite buscar por música, artista, álbum, playlist, usuários da plataforma e até trechos de música. Sempre é bom lembrar que o Apple Music funciona no iOS, iPadOS, watchOS, macOS, tvOS e também em smartphones Android.

Biblioteca: Controle Todas as Suas Músicas

A seção Biblioteca é separada por Playlists, Artistas, Álbuns, Músicas e Músicas Baixadas. Você também pode selecionar as canções pelas abas Videoclipes, Gêneros, Coletâneas e Compositores. Nas playlists, você pode ter as suas listas criadas, a dos seus amigos ou as sugeridas pelo Apple Music. A primeira opção nessa aba é de criar uma Nova Playlist, que além de adicionar as músicas, você pode colocar nome, descrição, capa e até se deseja que ela seja pública para todos. A ordem das listas é alfabética, mas aparece primeiro as listas de terceiros (amigos ou Apple Music), automáticas do iTunes e as playlists criadas por você.

O Recurso “Para Você” Disponibiliza as Músicas Que Combinam Com o Seu Perfil

A partir daqui começa a curadoria da Apple. A seção Para Você já mostra logo em cima a data, que é um lembrete que essa página está em constante atualização e mostra as novidades que combinam com você.

Quanto mais você ouve e interage com o Apple Music, mais completa fica essa seção. Há um mix atualizado regularmente com as suas músicas favoritas, as que os seus amigos estão ouvindo, as descobertas que têm a ver com você e até outras listas. Cada uma delas também diz quando foi atualizada.

Abaixo, há as Reproduzidas Recentemente, as suas playlists e álbuns recém-ouvidos. Se os seus amigos tiverem escutado o que você ouviu, o rosto deles aparecerá junto da capa do álbum.

Não é por um acaso que a aba abaixo é – Seus Amigos Estão Ouvindo, aqui você descobre o que os seus amigos do Apple Music estão escutando e pode adicionar essas músicas e playlists. Essa é uma maneira da Apple de dar pequenos passos para as interações entre pessoas. Algo como – Olha o que os seus amigos estão escutando.

Em seguida, começam as sugestões personalizadas por gênero, cantor, playlists relacionadas que foram recém-atualizadas, listas temáticas por dia e estilo, etc. Também, agora, aparecem Recomendações de amizade, que misturam os seus contatos que estão no Apple Music e pessoas que te seguem.

Por fim, tem os Novos Lançamentos, que vale checar de vez em quando. O Apple Music entende o que você ouve, afinal, ele te mostra cantores que você tem adicionado e também outros artistas que você provavelmente pode gostar e que estão com material novo no mercado.

Rádio é a Seção Onde Você Encontra Entrevistas, Estações e Programas


Na Aba Rádios você escuta a Beats 1 e seus programas, com diversos conteúdos audiovisuais. Nas entrevistas, basicamente você pode ver grandes artistas falando dos sucessos do momento. Qual a chance de ver Elton John, Giles Martin (filho do grande produtor dos Beatles, George Martin) e Taron Egerton (ator que interpreta Elton em Rocketman), discutindo o filme e a trilha?

Quer saber o que a Taylor Swift tem para falar sobre Lover? Há uma entrevista por FaceTime. Lil Nas X, por exemplo, fala sobre o hit “Old Town Road” e por aí vai.

Por também ser um serviço on demand, você pode voltar atrás e ouvir programas, como o dos Jonas Brothers falando do seu álbum recém-lançado “Happiness Begins”. É claro, esse universo da Radio Beats 1 é completamente em inglês.

O que me chama atenção é que essa seção é como um mergulho dentro da “cena da música cool” dos ingleses e norte-americanos. Cada programa tem a sua playlist, vídeos em destaques, matérias especiais, quadros e curadoria do apresentador ou algo do tipo.

Player Simples e Elegante


Uma coisa muito importante para se falar também é o player do Apple Music, que já sofreu diversas mudanças ao longo dos anos e agora ficou mais minimalista.

Ao reproduzir uma música, além dos botões padrões, você tem outros quatro para prestar atenção. Na parte central, à direita, os três pontos servem para você copiar o link da música, ver o álbum, adicionar a canção à biblioteca ou playlist, ver a letra, criar estação ou dizer para o Apple Music se essa é ou não uma música que você gosta.

No canto inferior, você pode acompanhar a letra da música em tempo real – o fundo dessa aba fica parecida com a capa do álbum -, a função do AirPlay serve para reproduzir a música no HomePod, Echo Dot ou uma caixa de som e fones bluetooth e ao lado o A Seguir, com as opções de Aleatório e Repetir. 

Perfil e Compartilhamento


A Apple já teve diversas tentativas de engajar uma comunidade de música e a verdade é: como que ainda não conseguiu? No Apple Music, a empresa de Cupertino já tentou engajar com a aba “Conectar”, que os artistas podiam postar fotos e vídeos e os fãs podiam curtir e comentar. Infelizmente, não deu certo.

Para acessar o seu perfil do Apple Music, você tem que ir na seção Para Você e tocar no seu rosto no canto superior direito. Na Conta, toque em Ver Perfil.

No seu perfil, você pode alterar o nome, e-mail, foto, quem pode seguir a sua atividade, quais playlists você quer compartilhar com todo mundo e se você quer que os outros vejam o que você está ouvindo.

Fora isso, a sua conta mostra as suas playlists, o que você está ouvindo, quem te segue e quem você segue. Por essa aba, você pode tocar no perfil das pessoas e saber as mesmas coisas: quais as playlists delas, o que elas estão ouvindo e quem seguem. Caso a lista de um colega te interesse, você pode adicioná-la e uma notificação vai abrir na tela dele dizendo que você fez isso.

De uma certa maneira, o Perfil tem tudo o que você precisa, mas ele não é uma parte fundamental no seu processo de ouvir música para a Apple.


Configurações do Apple Music


Em Ajustes e Música você pode combinar canções que você comprou ou que simplesmente tem baixado no computador ou deixar apenas o Apple Music ativo. É aqui que você vê quanto do armazenamento suas músicas ocupam, se você quer otimizá-lo ou se pretende transferir automaticamente as músicas para todos sos seus dispositivos.

Em relação à reprodução, você pode ativar ou não o Equalizador, o Limite de Volume e a Verificação de Som. O Apple Music pede para usar o seu histórico para te sugerir melhores recomendações. Com isso, a empresa de Cupertino usa os seus dados, através da Privacidade Diferenciada, para sugerir as melhores músicas para o seu perfil.

Ao criar a sua conta no Apple Music, ele te sugere estilos para você dizer quais são seus preferidos e em seguida, quais artistas desses estilos te agradam mais. Como disse durante o texto, quanto mais dicas você der para o serviço de streaming, mais sugestões que combinam com o seu perfil aparecerão.

Disponibilidade e Preços do Apple Music


O Apple Music está disponível em uma infinidade de lugares. Por exemplo: ele está no iPhone, no iPod Touch, no iPad, no Mac, no Apple Watch, no celular Android, no HomePod, na Apple TV e até no Amazon Echo (você pedir para a Alexa tocar suas músicas do Apple Music).

O Apple Music também tem um uso facilitado entre dispositivos Apple. Você pode criar atalhos para a Siri ou configurar rotinas no HomeKit

O Apple Music custa R$ 16,90 por mês para contas individuais; R$ 24,90 no plano familiar de até 6 pessoas e R$ 8,50 para estudantes universitários. O serviço de streaming não conta com uma versão gratuita com anúncio, mas o período de testes pode ser de 1 mês, 3 meses ou até 6 meses.

O plano familiar permite que até seis dispositivos ouçam música ao mesmo tempo, traz uma conta pessoal para cada membro da família, permite compartilhar ou não as músicas e playlists entre si e também as compras do iTunes.

Ficou animado com os recursos do Apple Music?

É só clicar e assinar: