•  
  •  
  •  
  •  

Na década de 70 não tinha essa grande variedade de conteúdo infantil e a maioria dos desenhos e séries, para esse público, passava em programas como o do Capitão Aza e do Capitão Furacão. A TV ainda era em preto e branco e os animes tomavam conta da programação. Vejam uma lista do que podíamos ver na TV: Ultraseven, Vingadores do Espaço, Ultraman, Ésper, Robô Gigante, O Regresso de Ultraman, A Princesa e o Cavaleiro, Taro Kid, Sawamu, Fantomas, Shadow Boy, Super Dínamo, O Judoca, Ás do Espaço, Speed Racer, Guzula, Super-Homem do Espaço, King Kong, Príncipe Planeta, Zoran, Cyborg 009, O Menino Biônico, Viagem ao Centro da Terra, Gato Corajoso e o Rato Minuto, Super Presidente e O Sombra, Joe 90, Stingray, Os Thuinderbirds, Capitão Escarlate, Jeannie é Um Gênio, A Feiticeira, Bom-Bom e Mau-Mau, Toro e Pancho, A Formiga e o Tamanduá, Corrida Maluca e, lógico, os Super Heróis da Marvel.

Um desses animes, o Cyborg 009, foi criado por Shotaro Ishinomori e esse nome pode não ser muito familiar, mas o seu trabalho certamente é sensacional, principalmente se você tiver interesse em mangá e anime. Aluno do lendário Osama Tetsuka, Shotaro foi o criador de programas como Kamen Rider e Super Sentai, que popularizaram todo esse conceito de super-heróis que se transformam em algo poderoso e que é chamado de henshin, no Japão. Para simplificar um pouco, sem Shotaro Ishinomori, certamente não haveria heróis como os Power Rangers.

Cyborg 009 foi um dos mangás mais antigos criados por Shotaro e contava a história de um grupo internacional de espiões ciborgues, que se voltaram contra os seus mestres criminosos e resolveram lutar contra as forças do mal. O mangá Cyborg 009 era muito popular no Japão e acabou virando uma série de aventuras de anime, tanto na tela pequena quanto nos cinemas.

A história desse anime é relativamente simples: um grupo multicultural de humanos foi transformado em ciborgues, contra sua vontade, e agora está lutando para derrotar as pessoas que os sequestraram. O Capítulo 000 apresenta aos leitores o Cyborg 009, o mais recente e maior ciborgue, que deve substituir todo o resto. Isso deve ser alcançado com ele eliminando todos os outros, provando assim sua lealdade à Organização do Fantasma Negro. Mas, embora a memória de 009 não exista mais, sua bússola moral permaneceu intacta e ele resolve recusar o pedido do Fantasma Negro.

Nesse capítulo ainda não sabemos muito sobre esses ciborgues, mas já podemos perceber as diferentes etnias e origens dessa equipe. São pessoas que foram capturadas em todo o mundo, numa tentativa de ampliar a vilania do Fantasma Negro. Esses supersoldados, conhecidos como Cyborgs, foram projetados para combater no espaço sideral. Só que o Fantasma Negro não imaginava que os seus Cyborgs se rebelariam contra essa nova ordem mundial que ele pretendia criar.

Além do Anime original, que você pode encontrar no YouTube, tem também uma nova série Cyborg 009 disponível na Netflix. Nessa nova série os mundos de Cyborg 009 e Devilman se encontram, para enfrentar um cientista da Organização Fantasma Negro, que tenta lançar uma nova ameaça para o planeta.

Não é um saudosismo, mas os personagens de Cyborg 009 foram criados há mais de 50 anos e continuam atuais até hoje. Valeu, Shotaro!

Veja a abertura e o encerramento do Anime Cyborg 009.


Na Amazon Você Encontra Vários Produtos do Anime Cyborg 009

Acesse Aqui: