Se você não viveu em uma galáxia muito, muito distante, é quase impossível que não conheça a Saga Star Wars que, de alguma maneira, alcançou o seu canto do universo. Já se passaram quase 40 anos desde que o primeiro filme desse drama espacial épico foi lançado e eu lembro como se fosse hoje. Não recordo qual foi o Cinema que assisti, mas provavelmente foi no Metro ou no Carioca, antigas salas na Tijuca, que eu conheci Luke Skywalker, Han Solo, Yoda, C-3PO e R2-D2.

Vou admitir que sou um grande fã de Star Wars, mas prefiro muito mais Star Trek e a Enterprise. Lógico que fiquei fascinado com os efeitos estonteantes, trilha sonora devastadora e com o famoso sabre luminoso, que qualquer criança adora até hoje. Hoje, 40 anos depois, um pensamento mais profundo me ocorreu, a estreita ligação entre o conto épico de Star Wars e o da nossa luta diária contra uma pandemia, contra a tirania e como enfrentamos esses desafios sem esquecer de uma famosa frase do Yoda: “O medo é o caminho para o lado negro”

É nessa frase que reside o verdadeiro conflito de Star Wars que, se compararmos com a vida real, parece terrivelmente familiar. Assim como os personagens de Star Wars são pegos no meio de uma batalha entre a Luz e o Lado Negro da Força, nos vemos muitas vezes entrincheirados em uma luta semelhante, onde precisamos escolher entre o certo e o errado.

Os Jedi são rigorosamente treinados para serem pacientes ao abordar certas situações, para nunca agirem com raiva ou rancor e, claro, para usarem os seus poderes em benefício dos outros. O código dos Sith, no entanto, é a ausência de todas essas coisas. Os Sith agem impetuosamente, guardam rancor contra os seus inimigos e usam seus poderes para o ganho pessoal e para destruir.

A Força representa o Universo e uma corrente de energia que está em nós e ao nosso redor. Ela está sempre presente, só precisamos acessá-la. Os personagens do filme representam diferentes aspectos dessa jornada. Luke foi chamado para essa jornada e a princípio a rejeita. Ele dá desculpas e é movido pelo medo, mas mesmo assim enfrenta a batalha que vem pela frente.

Do ponto de vista humano, se tornar um Jedi é uma tarefa muito difícil. Não somos naturalmente pacientes, mas somos naturalmente bem egoístas. E são poucos os que encontram o caminho para ser um Jedi, pois ele é bem estreito. Como vimos acontecer com Anakin Skywalker, é muito mais fácil sucumbir às tentações do lado negro, o que torna a tarefa muito mais simples e uma sensação boa, que parece natural.

O lado negro é representado principalmente por meio do personagem Darth Vader. Não é nenhuma surpresa que Darth seja parente de Luke, pois onde há luz, sempre há escuridão. Temos a opção de seguir um caminho ou o outro. Darth Vader escolheu o caminho do lado negro e pede para Luke ceder à sua raiva e ódio e passar também para esse lado sombrio. Esta é uma luta que todos nós enfrentamos continuamente. Mas temos a escolha de não ceder às nossas trevas, mas sim manter a nossa luz e prosseguir com a vida.

Isso realmente vai mostrar a você que tudo acontece na sequência de espaço/tempo perfeita. Você estará pronto para se render, dizer sim, aproveitar a Força com as muitas ferramentas que você recebeu e embarcar em sua jornada? Assim que você puder fazer essa escolha, o Universo fornecerá os guias que você necessitará, o suporte para ajudá-lo e os professores para lhe mostrar o caminho. Você apenas tem que dizer sim e confiar.

Então, meu companheiro Jedi, saia dos caminhos do lado negro, vá para a batalha com o seu confiável sabre de luz e, por favor, tente não cortar sua mão.

Aproveite o Star Wars Day e que a força esteja com você!

Na Amazon você encontra Uma Loja Especial da Marvel: